Avançar para o conteúdo principal

Das Séries

As séries estão de férias e eu já sinto falta de algumas (as que acabei de ver mais cedo :) ).
Acho que estamos muito bem servidos de boas séries que nos aquecem o coração e as vistas também.

As minhas de eleição que me conquistaram desde o primeiro minuto e não perco nada são:

Grey's Anatomy (desde 2005)

Gosto tanto tanto, apesar das mudanças e voltas que já deu a mim nunca desiludiu, já passou uma fase mais morna e o final desta última temporada (a oito) não foi tão espectacular como já estava habituada mas ainda assim foi muito bom!


Private Practice (desde 2007)

Conquistou-me principalmente por causa da Kate Walsh (Dra. Addison Montgomery) que saiu da Anatomia de Grey para entrar nesta nova série, foi praticamente uma série feita para esta personagem que tinha vida sozinha. Esta série entrou numa fase muito boa e imperdível, a entrada do actor Benjamin Bratt (foto em baixo) foi uma lufada de ar fresco e uma renovação que a série precisava!

  A série precisava e nós também :)



Depois tenho outras que também adoro mas não me vou alongar tanto:
  • Modern Family (desde 2009): uma daquelas séries que relaxa e não chateia, é uma família que faz rir e disso precisamos sempre. E conta com uma actriz que está a dar que falar, a Sofia Vergara.
  • The Vampire Diaries (desde 2009): apesar de os vampiros estarem na moda e haver por aí muita variedade, para mim esta é a melhor história, tem amor, tem amizade, tem acção e tem sangue também, mas tudo na medida certa. E claro tem o actor Ian Somerhalder (o Damon) que é só o vampiro mais fofo que já se viu :)
  • The Walking dead (desde 2010): uma primeira temporada muito pequena, parecia que não ia dar nas vistas mas deu! Uma série fantástica que conseguiu várias vezes que eu ficasse agarrada à cadeira sem me mexer tal era a emoção.
  • Whitney (desde 2011): ainda só deu uma temporada mas para já gostei. Ao estilo do Modern Family é uma série para ver e relaxar.
  •  90210 (desde 2008): esta é um "remake" da série Beverly Hills 90210, mas só vejo desde há pouco tempo e gosto. A actriz AnnaLynne McCord podia fazer uma série sozinha que tinha sucesso, ela é engraçada, dramática, intensa e divertida, enfim acho que tem tudo para ser uma grande actriz.



Comentários

  1. Respostas
    1. Eu acabei a última temporada há pouco tempo, mas percebo as saudades...uma pessoa apega-se :)

      Eliminar
  2. Acho que sou a única pessoa que não segue séries... vou vendo, mas não sigo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens de escolher uma (muito boa!) e ver tudo até ao fim :) de certeza que depois ficas fã das séries.

      Eliminar
  3. Também adoro anatomia e percebo-te quando dizes que não foi espetacular como as fãs da série estão habituados que seja. A Private Practice já não me ativa tanto, acompanho às vezes na RTP2. Uma família muito moderna é fantástica para passar uns bons minutos a rir... A série The Vampire Diaries é tão viciante!! Eu falo por mim é terrível não dá para deixar de ver e quando a série faz uma pausa é horrível passar tanto tempo sem saber o que vai acontecer a seguir!!! A 90210 é boa para passar tempo não tem uma grande história mas é engraçada e quanto ao guarda roupa das personagens é excelente principalmente a Naomi!!!

    XOXO,
    S.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, para além de engraçada a Naomi tem um guarda roupa fantástico, ela está sempre bem! :)

      Eliminar
  4. Dessas todas actualmente só vejo (ou via antes de terminar a season) Vampire diaries, e sou fãaaaa número 1!!! =D

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  5. Grey e Private são as minhas de eleição também!! Grey então está no topo de tudo para mim, sou vissiadíssima.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu acho que a Clínica Privada está numa fase muito boa mesmo, mas não há nada como a Grey...parece que foi ontem que vi o primeiro episódio e prendi-me logo! :)

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Dos chefes que não deviam ser chefes

Hoje não estou 100% e portanto vou desabafar um pouco. Há pessoas que, por vários motivos (justos e outras vezes nem tanto), são chefes mas que não deviam ser. Não deviam ser porque simplesmente não têm capacidade para o serem. Falta-lhes uma componente muito importante que é saber gerir recursos humanos.
Estes recursos que por acaso são Humanos, como o próprio nome indica, são recursos que não podem ser utilizados todos da mesma forma, nem podem ser avaliados (palavra que estes chefes tanto adoram) todos da mesma forma e porquê? Porque as pessoas não são todas iguais. Ora isto parece óbvio mas a verdade é que há pessoas que desconhecem esta verdade que afinal não é assim tão absoluta.
Há chefes que não têm a sensibilidade de perceber o que está à sua frente, às vezes está tão à frente que enerva, e que por esse motivo erram no julgamento, na avaliação e no tratamento dessa pessoa. Acho muito mau e acho que devia ser obrigatório uma formação de vez em quando sobre como lidar com pessoas…

Melhor coisa do mundo

Quando o nosso bebé nos dá aquele abraço apertado. Quando nos dá aquele beijinho que só ele sabe dar e que é um misto de ferradela e lambidela. Quando se põe em pé pela primeira vez no berço a olhar para nós como quem diz "o próximo passo vai ser conseguir sair daqui". Quando abre aquele sorriso lindo quando nos vê chegar. Quando faz aquele sorriso malandro (também lindo) por estarmos a pegar com ele. Quando solta umas gargalhadas contagiantes por estarmos a dizer uma palavra que ele considera muito engraçada. E a lista continuava porque a melhor coisa do mundo é ver o nosso filho tão feliz. Amo-te bebé.


Bebé e a tecnologia/tv

Cada vez mais leio opiniões de várias pessoas, com e sem bebés, sobre o uso de telemóveis ou outro equipamento para sossegar os mais pequenos. E sempre que termino de ler penso a mesma coisa. Será que estas pessoas nunca ligaram o telemóvel com uma música que o bebé gosta para o acalmar? Será que estas pessoas nunca puseram o bebé a ver tv para que ele comesse melhor a sopa/refeição sem ser aos soluços ou aos berros. Será que estas pessoas nunca estiveram num restaurante a tentar comer o seu prato com o bebé ao lado aos prantos e profundamente desconsolado porque falar com ele só não o acalma? Que sorte que estas pessoas têm. Eu não tenho. Eu preciso de vez em quando recorrer a estas ajudas para conseguir que o meu bebé acalme e consiga comer. Eu prefiro que ele veja um pouco de tv do que não coma nada ou vomite o que comeu por estar sempre a chorar. Mas isso sou eu. Posso estar errada, mas prefiro mesmo. Claro que não é uma fixação no telemóvel ou na tv. É por momentos e bastante rápido. M…