quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Mulheres com medo de conduzir

Tenho reparado que há um certo número de mulheres que não conduzem por causa do medo que lhes tira a capacidade de reacção. Eu compreendo, conheço bem quem tenha esse medo, mas uma coisa é certa...não precisam de ter medo, apenas têm de enfrentá-lo.

Vejam isto:
-> Quando comecei a conduzir tinha um carro que parava no meio da rua porque tinha de lhe "abrir o ar". E o que é abrir o ar perguntam vocês, pois não sei bem mas parece que os carros antigos tinham uma coisa que tinha de ser aberta ou ele não andava. E lá ficava eu a parar o trânsito com buzinadelas como música de fundo. Para ajudar, volta e meia ficava com a bolinha da manete das mudanças na mão e tinha de prosseguir caminho com a mão no ferro. 

-> Depois mudei de carro e problemas desses deixei de ter. Mas para compensar já tive de conduzir debaixo de um temporal imenso e fiquei sem limpa pára-brisas. Medo. Tive de parar de 2 em 2 minutos para ir limpar "manualmente" o vidro para conseguir andar mais uns metros :/ isto em plena via rápida, onde nem sequer é suposto parar.

-> Tive também a oportunidade de conduzir, debaixo de um outro temporal assustador, onde a única coisa que via eram as luzes vermelhas do carro da frente, não via estrada, não via as curvas, não via nada :/ foi uma das viagens mais longas que fiz. Nem o rádio com o som no máximo conseguia abafar o barulho ensurdecedor dos trovões.

Ou seja, há um mundo de peripécias que podem acontecer enquanto estamos a conduzir que minimizam o medo que temos das coisas normais. Espero que nunca nada de pior aconteça, mas quanto mais coisas destas acontecem mais se relativiza o medo/receio de conduzir. Ficamos preparadas para tudo :)


1 comentário:

  1. Como eu te percebo! Era uma medricas do pior mas depois deixei-me disso e foi o melhor que fiz...por mais sustos e momentos de condução difíceis nunca mais larguei a condução ;)

    Beijinho*

    ResponderEliminar