quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Hora de filosofar (2#)

Hoje quero falar das "Maria vai com as outras".

Se há coisa que me irrita profundamente são aquelas mulheres que só fazem determinadas coisas porque viram fazer ou só tomam determinadas decisões porque outros tomaram e não querem ficar para trás. Falo de decisões tão importantes como casar e ter filhos. Sim, é isso mesmo. Conheço mulheres que no espaço de 1 ano decidiram "todas" casar porque uma do grupo lá disse a notícia "vou casar para o ano". Ora pois as outras como não podiam ficar atrás lá foram também "anunciar" a boa nova. Umas sem casa, outras sem dinheiro...o que é que isso interessa? O importante é não ficar para trás. Como!? E onde fica a racionalidade? Onde fica o tomar decisões porque se está preparado e não pressionado seja lá pelo que for?
E depois temos o outro lado, temos aquela pessoa que quer ponderar bem as coisas, quer fazer tudo no momento certo da vida e das finanças. Enfim, seja qual for o motivo, há decisões que não se tomam do pé para a mão. Mas essas pessoas são as estranhas, são aquelas que saem fora do grupo das "normais" e então aponta-se o dedo. 
Acho sinceramente que a pessoa que olha por si e pela sua vida apenas é mais feliz. Tem os objectivos bem traçados e não cai em pressões de tempo, de idade, de comparações. E quem não é assim olha com desconfiança porque lá no fundo também gostaria de o ser. De não ser uma "Maria vai com as outras"...mas não consegue evitar porque na verdade é a sua forma de ser. É que é mesmo.

Sem comentários:

Enviar um comentário